Postagem em destaque

Taurus vence na Justiça mais uma ação que alegava problemas em seus armamentos

* LRCA Defense Consulting - 02/07/2020 Esta semana foi proferida sentença que julgou totalmente improcedente a ação civil pública proposta e...

dezembro 17, 2019

Marinha do Brasil é liberada para construir 4 corvetas com tecnologia da Embraer


Sputinik Brasil - 11/12/2019

O Tribunal de Contas da União (TCU) liberou a assinatura do contrato entre o consórcio Águas Azuis e a Marinha do Brasil.

O contrato entre o consórcio Águas Azuis, que é formado pela brasileira Embraer e a alemã Thyssen, e a Marinha, prevê a construção de quatro corvetas da classe Tamandaré.

As corvetas lançadoras de mísseis estão avaliadas entre US$ 1,6 bilhão (R$ 6,6 bilhões) e US$ 2 bilhões (R$ 8,2 bilhões).

As embarcações devem ser construídas no estaleiro Oceana, em Santa Catarina, e podem empregar até duas mil pessoas, segundo o jornal Estadão.

O relator Augusto Sherman Cavalcanti alerta que o projeto de construção e aquisição das quatro corvetas "detém caráter estratégico de Segurança Nacional, já que se insere em programa mais amplo que objetiva tornar as forças navais brasileiras compatíveis com as missões que são ou podem ser dela exigidas [...]".

A previsão era de que as embarcações fossem entregues entre 2024 e 2028. Com a aprovação do TCU, a assinatura para a construção das embarcações deve ocorrer no início de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador.