Pesquisar este portal

dezembro 22, 2019

Por que Embraer deixou ranking de maiores empresa militares do mundo



Gazeta do Povo - Fernando Jasper - 19/12/2019

Depois de oito anos no top 100, a Embraer deixou o ranking das maiores empresas de armas e serviços militares do mundo. Desde 2010 a fabricante de aviões aparecia todos os anos na lista das principais companhias do setor, preparada pelo Instituto de Estocolmo para a Pesquisa sobre a Paz (Sipri, na sigla em inglês). Mas não consta da edição mais recente, referente a 2018, publicada neste mês.

Em sua última aparição, no ranking de 2017, a empresa brasileira era a 84ª maior do setor no mundo, e a única da América do Sul entre as 100 maiores, com receita de US$ 950 milhões em vendas de armas ou serviços militares – o equivalente a 0,24% do mercado de todas as companhias listadas.

A maior parte do faturamento da Embraer vem da venda de jatos comerciais e executivos, mas a área de defesa também é relevante: em 2017, respondeu por 16% das vendas totais da empresa, segundo o Sipri."

Leia a íntegra na Gazeta do Povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador. Não serão publicados comentários ofensivos ou que visem desabonar a imagem das empresas (críticas destrutivas).

Postagem em destaque