Pesquisar este portal

terça-feira, janeiro 25, 2022

Exército dos EUA visita o Brasil em busca de parceria tecnológica para áreas de Segurança e Defesa

Exército dos EUA visita o Brasil em busca de parceria tecnológica para áreas de Segurança e Defesa
Um funcionário do SENAI CIMATEC explica à delegação americana detalhes sobre um dos projetos enviados para avaliação do DEVCOM. (Foto: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do BrasilSENAI)

 
*Diálogo, por Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Brasil - 24/01/2022

Representantes do Comando de Desenvolvimento de Capacidades de Combate do Exército dos Estados Unidos (DEVCOM, em inglês) foram a Salvador, no estado da Bahia, em meados de janeiro de 2022, para discutir a possibilidade de cooperação em projetos de inovação tecnológica com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Brasil (SENAI).

O diretor do DEVCOM-Américas, Harry DuRette, e a diretora do escritório de tecnologia e inovação do DEVCOM no Brasil, Rosa Santoni, conheceram, em 18 de janeiro, as instalações do SENAI CIMATEC (Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia). Na sede, localizada no bairro de Piatã, em Salvador, eles visitaram o Centro de Defesa e Segurança, os Centros de Robótica e Computação Quântica e estiveram também no Laboratório de Pesquisas Aeronáuticas e no Laboratório de Ensaios Balísticos.

DuRette disse que “o que mais impressiona é o tamanho das instalações, que abarcam muitas competências. É uma boa demonstração da ciência e tecnologia brasileiras. E a capacidade de crescimento nessas áreas é o que vejo como o aspecto mais promissor para o avanço da nossa parceria”.

Computação quântica
Essa é a segunda visita de representantes do DEVCOM ao SENAI CIMATEC. O Ministério da Defesa do Brasil e o Exército Brasileiro participaram da primeira visita em 2020 e apoiam a aproximação entre o SENAI CIMATEC e o centro de pesquisa do Exército dos EUA.  Essa segunda reunião marca um avanço no interesse de cooperação acadêmica e tecnológica entre os laboratórios de pesquisa do Exército dos EUA e o SENAI CIMATEC.

Milton Deiró, pesquisador do Centro de Defesa e Segurança do SENAI CIMATEC, afirma que “já existem algumas áreas mapeadas de interesse comum, entre elas a computação quântica. Eles têm parte da expertise, nós temos parte da expertise, e essa união de forças vem em um momento extremamente importante para que a gente consiga avançar no desenvolvimento dessas tecnologias dos dois lados”.

Os representantes do Exército dos EUA também visitaram o CIMATEC Park, complexo tecnológico e industrial do SENAI CIMATEC, localizado em uma área de 4 milhões de metros quadrados no Polo Industrial de Camaçari. O gerente do Centro de Defesa e Segurança do SENAI CIMATEC, Tarso Nogueira, disse que “já foram submetidas seis propostas de projetos para avaliação do DEVCOM, para que a gente possa, nos próximos meses, conduzir alguns desses projetos com eles. E, quem sabe, em breve possamos ter um intercâmbio de equipes aqui do SENAI CIMATEC com os laboratórios que formam a rede dentro das Forças Armadas dos EUA”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador. Não serão publicados comentários ofensivos ou que visem desabonar a imagem das empresas (críticas destrutivas).

Postagem em destaque