Pesquisar este portal

novembro 07, 2023

Eve divulga resultados do terceiro trimestre de 2023


*LRCA Defense Consulting - 07/11/2023

A Eve, companhia aberta controlada pela Embraer, é uma empresa pré-operacional dedicada ao desenvolvimento de uma aeronave eVTOL (decolagem e pouso elétrico vertical) e ao ecossistema de Mobilidade Aérea Urbana (UAM) que inclui o desenvolvimento de aeronaves, sistemas e serviços de gerenciamento de tráfego aéreo e soluções de suporte.

Em consequência, a Eve ainda não está gerando receita e não espera receitas significativas durante a fase de desenvolvimento de suas aeronaves. Os resultados financeiros deverão estar principalmente relacionados aos custos associados ao desenvolvimento do programa.

No 3T23, a Eve relatou um prejuízo líquido de US$ 31,2 milhões, contra US$ 36,7 milhões no 3T22. Deixando de lado despesas não recorrentes relacionadas a warrants relacionadas aos investimentos da Eve no PIPE e à fusão com a Zanite (transação SPAC) de US$ 17,4 milhões incorridas no 3T22, o prejuízo líquido foi então de US$ 19,3 milhões.

As maiores perdas líquidas recorrentes no 3T23 em comparação com o mesmo período de 2022 foram impulsionadas principalmente por maiores despesas com Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), que são custos e atividades necessárias para avançar no desenho do eVTOL, incluindo o Master Service Agreement (MSA) com a Embraer, bem como maiores despesas recorrentes com vendas, gerais e administrativas (SG&A). Maiores despesas com P&D e SG&A recorrentes durante o trimestre foram parcialmente compensadas por receitas de investimentos financeiros e ganhos cambiais de US$ 4,4 milhões no 3T23 versus um ganho de US$ 2,0 milhões no 3T22, devido ao ambiente atual de taxas de juros mais altas, traduzindo-se em aumento de receitas de juros sobre Posição de Caixa da Eve em 2023 em comparação com 2022.

As despesas com P&D foram de US$ 28,6 milhões no 3T23, dobrando os US$ 14,3 milhões no 3T22. Nossos custos de P&D são impulsionados principalmente pela MSA com a Embraer, que realiza diversas atividades de desenvolvimento para a Eve. Esses esforços continuam a se intensificar à medida que o design do eVTOL da Eve amadurece, incluindo design interno, engenharia e desenvolvimento de programas e infraestrutura de testes.

As despesas SG&A no 3T22 foram de US$ 6,8 milhões e incluíram despesas não recorrentes, como seguros de diretores e executivos, despesas relacionadas à emissão de warrants, bem como pagamentos de consultoria jurídica e de auditoria de terceiros. Ao excluir essas despesas únicas de US$ 1,9 milhão, as despesas SG&A aumentaram de US$ 4,9 milhões no 3T22 para US$ 5,0 milhões no 3T23. Isto se deve principalmente ao maior número de funcionários diretos na Eve, que desempenham funções corporativas e administrativas críticas, como estratégia, vendas, jurídico, cadeia de suprimentos e atividades financeiras. Por último, as despesas trabalhistas com P&D e SG&A também foram impactadas positivamente pela valorização de cerca de 8% do real brasileiro em relação ao dólar norte-americano, uma vez que a maior parte de seus custos é incorrida no Brasil.

As despesas de P&D nos 9M23 atingiram US$ 72,0 milhões, contra US$ 33,8 milhões nos 9M22, enquanto as despesas gerais e administrativas aumentaram de US$ 12,4 milhões nos 9M22 (excluindo US$ 11,5 milhões em despesas não recorrentes e relacionadas a transações) para US$ 17,8 milhões nos 9M23. Tal como os números trimestrais, os custos e despesas acumulados mais elevados são impulsionados por maiores atividades de I&D necessárias para progredir no desenho do eVTOL, incluindo o MSA, e por um aumento nas despesas SG&A.

Incluindo o pessoal contratado através do MSA com a Embraer e suas subsidiárias, a Eve emprega aproximadamente 760 profissionais equivalentes em tempo integral no desenvolvimento de seu eVTOL e outros elementos do ecossistema UAM, como Soluções de Serviços e Operações e Gestão de Tráfego Aéreo Urbano, contra aproximadamente 460 em 3T22.

O consumo total de caixa da Eve no 3T23 foi de US$ 22,4 milhões, contra US$ 17,3 milhões no 3T22. Nos nove meses até setembro de 2023, o consumo de caixa foi de US$ 70,2 milhões, contra US$ 39,1 milhões nos 9M22. P&D associado ao desenvolvimento de aeronaves da Eve e despesas SG&A mencionadas acima foram os principais contribuintes para o maior consumo de caixa durante o trimestre.

Ao final do 3T23, o caixa, equivalentes de caixa, aplicações financeiras e empréstimos com partes relacionadas da Eve com a Embraer totalizavam US$ 256,4 milhões. Isto representa uma queda de apenas US$ 12,7 milhões no trimestre, refletindo a retirada da primeira parcela das duas linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que foram aprovadas em dezembro de 2022.

A Eve recebeu R$ 57,0 milhões (US$ 11,7 milhões, usando a taxa de câmbio de 30 de setembro de 2023) do total de recursos disponíveis de R$ 490,0 milhões (US$ 97,9 milhões) do BNDES. Ambas as linhas oferecem termos e condições atraentes que estão alinhados com o estágio inicial de desenvolvimento da Eve, com vencimento de longo prazo e período de carência de amortização e apoiarão a Eve à medida que ela continua avançando em seu programa eVTOL.

Com isso, a liquidez total da Eve no 3T23 – incluindo as parcelas ainda não utilizadas das linhas de crédito do BNDES está agora em US$ 342,5 milhões. Esperamos continuar a recorrer a estas facilidades até ao final de 2024, o que ajudará a Eve a gerir melhor a posição de caixa e a otimizar a nossa estrutura de capital, bem como a aplicação de capital para o desenvolvimento do nosso programa eVTOL.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador. Não serão publicados comentários ofensivos ou que visem desabonar a imagem das empresas (críticas destrutivas).

Postagem em destaque