Postagem em destaque

Taurus vence na Justiça mais uma ação que alegava problemas em seus armamentos

* LRCA Defense Consulting - 02/07/2020 Esta semana foi proferida sentença que julgou totalmente improcedente a ação civil pública proposta e...

agosto 14, 2019

Taurus tem excepcional melhora nos indicadores operacionais e financeiros, levando ao lucro líquido semestral de R$ 47,6 milhões

https://www.taurusri.com.br/Download.aspx?Arquivo=4aais2rnEvvgAYQOJh4lCQ==


Segue a mensagem de Salesio Nuhs, CEO da Taurus Armas S.A., publicada no informativo da empresa referente ao 2º trimestre de 2019.

Chegamos à metade do ano de 2019 com muito a comemorar: tivemos bons resultados pelo 6º trimestre consecutivo, o que levou a Companhia a acumular lucro líquido de R$ 47,6 milhões no primeiro semestre de 2019. Os resultados desses primeiros seis meses do ano validam o trabalho que vem sendo empreendido para renovar a Taurus, imprimindo novo padrão de desempenho. Nossos esforços estão sendo recompensados e, de acordo com o planejamento, as mudanças realizadas se confirmam como sólidas e sustentáveis. Em termos de receita, lucro bruto, resultado operacional, Ebitda e resultado líquido, tivemos o melhor desempenho para um primeiro semestre dos últimos anos.

O desenvolvimento e lançamento de novos produtos adotado por esta gestão é um aspecto fundamental para o futuro da Taurus, como um dos pontos do planejamento estratégico adotado com sucesso. O objetivo é oferecer ao consumidor um mix diversificado, com modelos de armas resistentes, confiáveis, inovadoras e seguras. A relevância dos lançamentos fica mais evidente ao constatar que, no primeiro semestre de 2019, a venda de novos produtos foi responsável por 57% da receita líquida da Companhia. No último trimestre, focamos os lançamentos no mercado nacional, onde apresentamos cinco modelos. Entre eles, o revólver Raging Hunter, calibre .357 e .44 - apresentado ao mercado norte-americano no final de 2018 e premiado com o American Handgun of the Year 2019 e a pistola TH9c, da série TH Hammer, que reforçam nosso completo portfólio de produtos com pistolas, revólveres, armas táticas e longas.

Outro motivo de comemoração para nós está relacionado ao aspecto financeiro. Acompanhando a evolução positiva no campo operacional, seguimos também avançando em termos financeiros, uma vez que os dois aspectos devem, necessariamente, caminhar juntos. Em junho, tivemos um marco muito importante para a Taurus, que foi o pagamento da primeira da parcela do principal da dívida, após a renegociação firmada há cerca de um ano com o sindicato de bancos. O aumento da geração operacional de caixa obtida nos últimos trimestres e a estratégia de fazer um aumento de capital da Companhia contribuíram para que pudéssemos dar mais esse importante passo, deixando para trás o primeiro “muro” referente ao reperfilamento da dívida com o sindicato dos bancos, com o pagamento de R$ 58,7 milhões, sem com isso abalar de alguma forma os negócios e o fluxo de caixa da Companhia. Foi também relevante para as finanças da Taurus, a recuperação de R$ 37 milhões em tributos de exercícios anteriores registrada no 2T19. Ainda assim, tivemos redução significativa das despesas financeiras líquidas no semestre comparado a igual período do ano anterior, o que colaborou para o bom resultado alcançado.

Vale ressaltar que o aumento de capital em andamento tem três tranches a vencer, duas em 2021, nos meses de julho e outubro, e uma em outubro de 2022. Para ultrapassarmos o próximo “muro” da dívida bancária estamos, ainda, reservando a venda dos ativos que estão disponíveis - o terreno da antiga sede em Porto Alegre e a operação capacetes -, os quais estão comprometidos com o pagamento e redução da dívida. Esses ativos são estratégicos para que também as próximas obrigações financeiras de maior vulto da Companhia sejam igualmente honradas com tranquilidade.

O sucesso que estamos alcançando se deve ao modelo de gestão adotado na Taurus, baseado em processos robustos e com um projeto definido. Na produção, estabelecemos um processo com três pilares básicos, quais sejam, estabilidade de produção, integridade do produto e produtividade/rentabilidade, o que se traduz em baixos custos. Para o mercado consumidor, esses três pilares se traduzem, respectivamente, em disponibilidade do produto, sua absoluta qualidade e preço adequado. Dando suporte a esse processo de produção, temos como retaguarda o processo logístico, que foi também amplamente revisado, garantindo baixos níveis de matéria prima, ao mesmo tempo que mantém plena disponibilidade de itens na linha de produção. Para atingir esse padrão há um amplo processo focado em qualidade, que envolve todas as etapas operacionais e tem início na qualificação do fornecedor, para que a peça chegue na linha de produção qualificada, passando pelos padrões e controles das fábricas, o pós-venda e a assistência técnica.

Consideramos que a Taurus está preparada e capacitada para consolidar um novo padrão de desempenho.

Seguimos gerindo os negócios da Companhia, guiados pelo plano estratégico traçado, visando gerar rentabilidade sustentável, qualidade dos produtos e melhora dos indicadores financeiros e operacionais. E, com base nos avanços já obtidos, estamos confiantes que continuaremos apresentando evolução nos resultados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador.