Pesquisar este portal

setembro 04, 2019

Em reunião na Apimec, Taurus apresenta a "nova" empresa e suas excelentes perspectivas


https://youtu.be/8KAJjg3yca0

Em reunião com analistas, consultores e investidores acontecida na Apimec-SP no dia 30 de agosto, a Taurus Armas S.A. realizou uma clara, objetiva, esclarecedora e agradável apresentação, detalhando a reengenharia radical está transformando a indústria gaúcha de armamentos em uma poderosa e conceituada multinacional do setor.

Em consequência, após seis anos de prejuízos, a companhia chegou à metade do ano de 2019 com muito a comemorar pelos bons resultados conquistados pelo sexto trimestre consecutivo, o que a levou a acumular lucro líquido de R$ 47,6 milhões nesse semestre. No período, a venda de novos produtos foi responsável por 57,1% da receita com a venda de armas ou 56,5% da receita líquida total da empresa.

Com crescimento da receita, manutenção dos custos sob rígido controle e redução das despesas operacionais, no 2º trimestre a Taurus registrou geração operacional de caixa medida pelo Ebitda (sigla em inglês para receita antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 56,4 milhões, levando o indicador a totalizar R$ 94,9 milhões no 1S19, o melhor resultado para o indicador desde 2011.

Os resultados desses primeiros seis meses do ano validam o trabalho que vem sendo empreendido para renovar e reinventar a Taurus, imprimindo novo padrão de desempenho. As mudanças realizadas se confirmam como sólidas e sustentáveis. Em termos de receita, lucro bruto, resultado operacional, Ebitda e resultado líquido, a empresa teve o melhor desempenho para um primeiro semestre dos últimos anos.

Perspectivas excelentes
Já no final da apresentação, o presidente Salesio Nuhs comentou sobre as excelentes perspectivas da empresa.

Com relação à possível joint venture com uma empresa indiana, o executivo afirmou que o negócio só depende agora de um processo licitatório que está sendo realizado por esse país, e que o grande trunfo da Taurus é ter como parceira uma grande empresa do ramo metalúrgico da Índia, com atuação internacional. Comentou também sobre os impressionantes números do mercado indiano: são mais de 1,3 milhão de homens e mulheres a serviço da nação e cerca de 7 milhões de agentes de segurança particulares.

Salesio também está muito otimista com o mercado nacional após a flexibilização referente às armas e munições permitidas, pois a população agora, caso queira, terá acesso a quase todo o moderno mix de armamentos da Taurus. Disse ainda que, para a Taurus, o importante é a "posse" e não o "porte", pois é aquela que permite a aquisição de novas armas.

No tocante à nova fábrica da empresa nos Estados Unidos, recentemente inaugurada, o presidente afirmou que o fato é muito significativo, pois ela dobrará a produção de armas no país que é maior consumidor mundial de armamento leve. Disse ainda que a empresa está sendo alvo também de uma reestruturação sob a égide da Galeazzi & Associados.

Comentou, por fim, que está em curso um grande negócio em Angola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador.

Postagem em destaque