Pesquisar este portal

junho 18, 2020

Pistola Taurus G3c teve estoques esgotados poucas horas após lançamento nos EUA



*LRCA Defense Consulting, com a colaboração de Christian Lima - 18/06/2020

Seja pela insegurança causada pela pandemia e pelos distúrbios civis, seja pela incerteza das eleições americanas que se aproximam, o fato é de que a mídia americana vem divulgando diariamente que o comércio de armas tem batido recordes em todos os estados do país.

No meio dessa disparada na demanda por armas de fogo, a Taurus Armas, empresa brasileira com uma nova e moderna unidade fabril nos EUA, lançou neste país a pistola Taurus G3c, um esperado modelo compacto da já conceituada G3. O lançamento ocorreu no dia 15 de junho e a perspectiva da empresa era que ele desse continuidade ao sucesso de vendas que tem sido a Série G.

Portais americanos especializados em armas ou acessórios, entre os quais o Shoot-On e o The Outdoor Wire, anunciaram com grande expectativa o novo produto da Taurus, classificando-o com termos como "alto padrão de qualidade", "durabilidade", "confiabilidade" e "alto desempenho".

Diversas empresas lançam acessórios para a pistola Taurus G3c
Prevendo o sucesso da nova arma, diversas empresas já lançaram acessórios desenvolvidos ou adaptados a ela.

A Rival Arms e a Truglo anunciaram vários modelos de miras de trítio para se adequar à G3c. A Viridian ofereceu seu E-Series Red Laser para acoplar na arma. A série E é instalada no protetor de gatilho da pistola e  possui um botão on / off ambidestro e cinco minutos de desligamento automático.

A CrossBreed anunciou nada menos que 16 coldres e bolsas para carregadores, a N8 Tactical lançou o coldre OT2 e a DeSantis ofereceu o coldre Inner Piece 2.0.

Visão americana sobre a Taurus
A Taurus Armas se reinventou e vive hoje um momento de grandes conquistas no mercado americano. Com produtos considerados de entrada, a marca atrai novos clientes principalmente pela combinação de preços acessíveis com o alto padrão de qualidade de seus produtos. Como referência, a pistola Taurus G2c, antecessora da G3c, é a pistola mais vendida nos EUA, com mais de dois milhões de unidades comercializadas no mundo.

Como consequência, a nova fase da empresa tem sido destacada de maneira bastante positiva por diversos portais americanos.

O Shooting Wire assim a classifica: “A Taurus Holdings, Inc. (“Taurus”) e suas subsidiárias continuam evoluindo e produzindo novos produtos revolucionários. Além disso, novos padrões de qualidade e eficiência ajudam a fornecer armas confiáveis e acessíveis ao mercado.”

O American Rifleman destaca que “O ano passado foi um ano de sucesso para a Taurus USA. A empresa demonstrou claramente seu compromisso renovado em fabricar armas práticas e acessíveis, com controle de qualidade consistente”.

O presidente e CEO da Viridian, Brian Hedeen, classificou a G3c como uma "pistola inovadora" e complementou: "A Taurus continua a fornecer armas de fogo projetadas para atiradores que melhoram o desempenho e os recursos das ofertas anteriores".

O portal NRA Women, especializado em orientar o público feminino sobre armas, publicou o artigo "8 Reasons to Check Out the Taurus G3c 9 mm Pistol" (Oito razões para conferir a pistola Taurus G3c 9 mm), enfatizando a qualidade, as melhorias efetuadas por sugestão dos consumidores da G2c, o tamanho compacto que facilita a portabilidade em modo oculto e a capacidade dos carregadores.

B. Gil Horman, editor da NRA Women responsável pelo artigo, afirmou que "No ano passado, a empresa lançou vários modelos que provaram ser bem feitos e confiáveis, mantendo preços razoáveis. Eu esperava ver o mesmo nível de comprometimento com o controle de qualidade consistente na G3c, e não fiquei desapontado. Atualmente, a G3c está disponível em um acabamento totalmente preto, mas a empresa oferecerá cores adicionais de quadros e slides, juntamente com carregadores de 15 e 17 tiros. Com suas atualizações e um preço sugerido de US $ 305,74, a G3c está bem posicionada para competir com as populares pistolas de transporte oculto de 9 mm que são mais caras, cabendo seu valor na maioria dos orçamentos".

Há ainda canais no Youtube que são especializados no tema e que se constituem em referência para os consumidores. Nas análises (reviews) que fizeram do material, do design e do desempenho da pistola brasileira Taurus G3c (sim, ela é fabricada no Brasil), foi destacada a alta qualidade da arma e o quanto ficaram impressionados com o novo produto Taurus, como foi o caso dos canais Kentucky Gun Co, Beyond Seclusion, Travisp11 e Fred Eichler.

Estoques esgotados em algumas horas
A combinação explosiva de uma procura recorde por armas curtas com os elogios que a mídia especializada dedicou à arma, fazem com que seu lançamento esteja superando as melhores expectativas.

Para se ter uma ideia, poucas horas após o lançamento oficial, o estoque já havia esgotado na maioria dos pontos de venda.


36 comentários:

  1. Quando a G3 , virá para o Brasil?

    ResponderExcluir
  2. Aqui no Brasil essa mesma arma é vendida pelo triplo do preço, dá pra entender.

    ResponderExcluir
  3. 305 dólares pq não é vendida pelo mesmo valor ak

    ResponderExcluir
  4. Que linda pistola.Eu quero uma,so não sei quando chega aqui

    ResponderExcluir
  5. Quando estarão disponíveis para vendas no Brasil a Taurus G3 e a g3c?

    ResponderExcluir
  6. Quando estará disponível para vendas no Brasil a Taurus G3 e a g3c?

    ResponderExcluir
  7. Lá é preço de banana,
    Aqui é uma fortuna.

    ResponderExcluir
  8. Posso adquirir essa arma g3c importando

    ResponderExcluir
  9. Posso adquirir essa arma G3c por importação



    ResponderExcluir
  10. Estamos aguardando o lançamento no Brasil da G3 . A Taurus tem previsão de lançamento .samos brasileiros amesma e brasileira e não nós prestígio com lançamento ,

    ResponderExcluir
  11. É bom ver uma empresa com o nome do Brasil se destacando num mercado tão farto, como o mercado americano de armas. Parabéns a Taurus pelo excelente trabalho. E a nós brasileiros resta trabalhar muito e aguardar eternamente que nosso País evolua um pouco.

    ResponderExcluir
  12. aqui no Brasil a qualidade e acabamento deixa muito a desejar, alem do preço absurdo, sendo que são super altos os impostos ! !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São cerca de 70% de impostos...
      Essas armas são produzidas no Brasil e exportadas para os EUA.

      Excluir
  13. O povo brasileiro sempre foi o maior consumidor dessa marca,infelizmente quando a Taurus conseguiu fazer uma de pistola Boa qualidade os americanos é que foram os primeiros a poderem comprar.

    ResponderExcluir
  14. Em primeiro lugar, gostaria de parabenizar por todo esse sucesso, sinal notório e de grande esforço e superação, isso nos dá crédito e confiança que existem profissionais competentes de níveis iguais a os de países de primeiro mundo, gostaria de saber se tem a g3 .40,muito obrigado por tudo.

    ResponderExcluir
  15. Tenho uma pt 92 para mim a melhor mais porém todas armas da Taurus são pra mim as melhores do mercado só acho que deveríamos ter munições mais fortes

    ResponderExcluir
  16. Qual data prevista para venda no Brasil e seu respectivo valor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só falta a homologação do Exército...
      Ainda não há estimativa de preço.

      Excluir
  17. Nos EUA, US$100 a mais, têm várias opções mais interessantes e consolidadas. A Taurus precisará de mais tempo para provar que tomou um rumo melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Taurus G2c é a pistola da sua categoria mais vendida nos EUA e no mundo, com mais de 2,5 milhões de unidades.
      Não conquistaria o mercado americano com baixa qualidade...

      Excluir
  18. Quando será que estará desponivel no Brasil

    ResponderExcluir
  19. Sou um dos que esperam ansiosamente pelo lançamento da família G3 por aqui. É insano ver que um produto feito aqui é lançado lá fora antes do que aqui. A buRRocracia continua a mesma....

    ResponderExcluir

Seu comentário será submetido ao Administrador. Não serão publicados comentários ofensivos ou que visem desabonar a imagem das empresas (críticas destrutivas).

Postagem em destaque