Postagem em destaque

Taurus vence na Justiça mais uma ação que alegava problemas em seus armamentos

* LRCA Defense Consulting - 02/07/2020 Esta semana foi proferida sentença que julgou totalmente improcedente a ação civil pública proposta e...

junho 22, 2020

WEG doa 101 bombas de perfusão, 4 vídeo laringoscópios e cerca de 140 000€ a hospitais no Brasil




Para ajudar nas ações de combate à pandemia do Covid-19, a WEG está a importar 101 bombas de infusão e 4 vídeo laringoscópios para doar aos hospitais de Jaraguá, em Jaraguá do Sul, Guaramirim e Vila Itoupava (Brasil).  As 30 primeiras bombas de perfusão, acabaram de chegar à empresa e serão entregues ao Hospital de Jaraguá do Sul, cidade sede da WEG, para completar os equipamentos das 20 novas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), em montagem na instituição.

Segundo o Diretor de RH e Relações Institucionais da empresa, Hilton José da Veiga Faria, a importação é necessária devido ao longo prazo de entrega e ao preço destes equipamentos médicos, caso fossem adquiridos no Brasil. “As bombas de perfusão e os vídeo-laringoscópios são equipamentos necessários para o funcionamento das UCIs. Para consegui-los foi preciso mobilizar a nossa estrutura de compras internacionais e a equipa da nossa unidade Chinesa para encontrar fornecedores confiáveis, que pudessem entregar rapidamente o produto”, explica o executivo.

A WEG tem vindo a mobilizar-se para ajudar, tanto quanto possível, no combate ao COVID-19.   Além das bombas de perfusão a Empresa doou recursos para a reabilitação de 15 ventiladores pulmonares que estavam fora de uso, 200 mil máscaras cirúrgicas e cerca de 140 000€ aos hospitais de Jaraguá do Sul, Guaramirim e Linhares, assim como 30 mil máscaras cirúrgicas à Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul para uso nos centros de saúde. Além disso, a empresa está a fabricar álcool gel para doar aos hospitais e prepara-se para iniciar a produção de 500 ventiladores pulmonares, para serem usados nas UCI’s dos hospitais, por pacientes em recuperação da doença.

“A sociedade precisa da participação de todos neste momento de combate à transmissão do vírus e na preparação ao atendimento dos que necessitarem. Continuaremos a trabalhar duro, seguindo as recomendações dos governos e órgãos da saúde para proteger os colaboradores e responder às necessidades da sociedade”, acrescenta o executivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador.