Pesquisar este portal

outubro 07, 2020

Solução WEG modernizará moenda que trabalha em rotação máxima de 14 rpm

 


 *LRCA Defense Consulting - 02/10/2020

Uma das usinas mais tradicionais do Brasil, a Usina Batatais, modernizará os acionamentos das moendas substituindo as volandeiras por planetários e a TGM foi a escolhida para fornecer os 4 novos conjuntos que contemplam planetários G3 Full, redutores paralelos da linha RTS e turbinas a vapor TM Flex para safra 2021.

Os planetários G3 Full foram projetados e configurados com detalhes técnicos que sobressaem em relação aos disponíveis no mercado, principalmente quando o assunto é moenda, pois a TGM desenvolveu seu projeto exclusivamente para esta aplicação considerando todas as variáveis decorrentes do processo de extração, podendo citar: maior experiência neste mercado, projeto extremamente robusto, sistema hidráulico de alta performance,  sistema de lubrificação diferenciado, critérios de aplicação segura e configuração de instalação no tandem. Esses pontos foram ao encontro do que cliente busca para a modernização e atualização dos acionamentos que já prevendo uma futura eletrificação.

Com essa modernização nas moendas, a usina Batatais terá maior segurança nas operações assim como estar preparada para futuras ampliações de moagem. A solução WEG permitirá intercambialidade dentro da reconfiguração e redistribuição dos equipamentos em várias opções que pode ter o projeto, sempre considerando que o investimento inicial seja parte de projetos futuros.

Essa solução da WEG acionará uma moenda que trabalha em rotação máxima de 14 rpm. Esse ponto foi de muita relevância a escolha dos equipamentos TGM neste projeto, tendo uma análise minuciosa pelo grupo técnico da usina, com grandes considerações aos fatores de segurança e vida útil de partes de cada fabricante.

A substituição dos acionamentos tradicionais por esta solução WEG reduzirá custos de manutenção, aumentará a disponibilidade operacional além da segurança e maior facilidade durante operação. Um ponto que foi muito avaliado pelo cliente foi a flexibilidade de remanejamento/intercambialidade em acionar os planetários por turbinas a vapor nesse momento o que permitirá alteração dos acionamentos em uma possível ampliação da moagem ou eletrificação dos acionamentos.

Esse projeto teve total integração entre as equipes da WEG e do corpo técnico e operacional da Usina Batatais, sendo um diferencial importante na escolha de soluções que precisam se encaixar de forma precisa as necessidades atuais e futuras dos clientes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador. Não serão publicados comentários ofensivos ou que visem desabonar a imagem das empresas (críticas destrutivas).

Postagem em destaque