Pesquisar este portal

novembro 13, 2021

Bolsonaro: Dubai tem interesse em adquirir aeronaves Embraer KC-390


*Metrópoles, por Mayara Oliveira - 13/11/2021

Em conversa com jornalistas, o presidente Jair Bolsonaro [em visita à Expo Dubai 2020, nos Emirados Árabes Unidos, na tarde de hoje] falou sobre a polêmica entre a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Embraer com a compra do avião KC-390. Ele ressaltou que não há como, financeiramente, a FAB adquirir um número maior de aeronaves.

O comandante da Aeronáutica, Carlos de Almeida Baptista Junior, anunciou na sexta-feira (12/11) que a instituição iria reduzir a quantidade contratada de KC-390 de 28 para 15, alegando questões financeiras para a decisão de reduzir em 25% no valor dos contratos, firmados em 2014. FAB anuncia compra menor de aviões cargueiros da Embraer, que reclama.

“Conversei com o comandante da Força Aérea, brigadeiro Baptista, e não tem como comprar tudo aquilo. Nós temos que ter uma frota que nós possamos mantê-la operacional. E você não pode comprar um avião como se compra um carro e botar na garagem. Ele tem que se movimentar. Isso custa caro”, afirmou o presidente, em Dubai, onde iniciou, neste sábado (13/11), visitas a países árabes.

De acordo com Bolsonaro, a questão não se trata de uma quebra de contrato, mas que o orçamento da Força Aérea está “apertado”. “Aqui, por coincidência, falei com o xeiqui [emir de Dubai, Mohammed bin Rashid Al Maktoum, primeiro-ministro e vice-presidente dos Emirados Árabes]. Ele tem interesse em adquirir os KC-390. Pode ter certeza que não vai ser por falta de mercado que a Embraer não vai trabalhar”, apontou.

O presidente contou que faria um pouso com um KC nos Emirados Árabes, mas, sem contar o motivo, disse que a operação foi cancelada. Apesar disso, Bolsonaro disse que está previsto um salto dele no Lago Paranoá, em Brasília.

“Sou paraquedista. Qual o objetivo disso? Mostrar o nosso produto. Pela minha idade, eu não posso mais pousar em solo porque eu posso ter uma fratura”, detalhou.

Bolsonaro reforçou que a situação com a FAB não vai prejudicar a Embraer. “Um avião você não faz de uma hora para outra. A Embraer é uma potência. Então, não vai ter esse problema. A Embraer está em vários países do mundo, então, mercado não falta para a gente”, concluiu.

====xxx====


*CNN e Agência Brasil

Jair Bolsonaro está em Dubai acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e dos ministros Paulo Guedes (Economia), Carlos França (Relações Exteriores), general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Braga Netto (Defesa), Bento Albuquerque (Minas e Energia) e Gilson Machado (Turismo).

Em entrevista à âncora da CNN Glória Vanique, o presidente disse que o encontro não estava planejado, mas que os ministros brasileiros e árabes passariam a travar conversas neste momento sobre temas de interesse mútuo, como agricultura e inteligência artificial.

“Interesses existem em ambas as partes. Agricultura é muito importante para eles. Inteligência artificial, estamos tratando desse assunto. Defesa – eles têm um interesse no nosso KC 390 –, [no campo] educacional, com alguns acordos assinados também”, disse Bolsonaro. “Estamos começando em Dubai, ao meu entender, com o pé direito”, concluiu.

De acordo com a agenda oficial, Bolsonaro deve participar amanhã (14) de fórum com investidores e visita ao pavilhão da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) na Dubai Airshow, evento do setor aeroespacial, além de voltar ao pavilhão do Brasil na Expo 2020.

O evento, que começou em outubro e tem duração de seis meses, é uma das maiores feiras internacionais do mundo, com a presença de delegações oficiais e representantes de empresas e do terceiro setor.

Bolsonaro fica em Dubai até a próxima terça-feira (16), quando seguirá para uma rápida passagem pelo Bahrein e pelo Catar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador. Não serão publicados comentários ofensivos ou que visem desabonar a imagem das empresas (críticas destrutivas).

Postagem em destaque