Pesquisar este portal

terça-feira, março 01, 2022

Finalmente, foi definida a data para o Quênia receber seus primeiros táxis voadores da Embraer

 


*IT News Africa, por Luís Monzón - 28/02/2022

No ano passado, em agosto, a IT News Africa cobriu uma história de que a Kenya Airways e sua subsidiária haviam assinado um acordo com a fabricante brasileira de aeronaves Embraer para trazer “táxis voadores” para a capital do Quênia, Nairóbi.

Agora, é relatado que a data foi finalmente definida pela Kenya Airways para lançar sua nova aeronave eVTOL (decolagem e aterrissagem vertical elétrica) no Aeroporto Internacional Jomo Kenyatta. De acordo com o Business Daily Africa , os viajantes quenianos poderão desfrutar de viagens muito mais curtas e muito mais cênicas de e para o aeroporto a bordo dos veículos eVTOL da Embraer a partir do ano de 2025.

No ano passado, a Embraer assinou um Memorando de Entendimento com a Kenya Airways, por meio da então recém-criada subsidiária da companhia aérea nacional – Fahari Aviation – para o estabelecimento dos eVTOLs da empresa brasileira em Nairóbi.

Fahari é a nova ala da Kenya Airways que lida com aeronaves não tripuladas como drones e já abriu algumas escolas de veículos aéreos não tripulados para treinar quenianos interessados.

Aeronaves Verticais Elétricas
Os eVTOLs da Embraer são capazes de transportar uma carga de 250 quilos (cerca de duas a três pessoas no máximo, ou menos incluindo bagagem) a 400 km por hora com alcance médio de 250 km por voo.

A aeronave é totalmente autônoma, não requer pilotos humanos e é capaz de voar por meio de sistemas automáticos como radar, lidar e 12 sensores de câmera a bordo. No entanto, quando eles forem lançados em 2025, diz a Embraer, haverá um piloto a bordo.

Os novos eVTOLs da Kenya Airways também são totalmente elétricos, o que é fundamental no acordo que está ancorado na necessidade de introduzir aviões elétricos de emissão zero no setor de transporte no Quênia. Os táxis voadores também seriam um meio alternativo de transporte para passageiros com pressa, diz André Stein, CEO da unidade de Soluções de Mobilidade Aérea Urbana da Embraer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador. Não serão publicados comentários ofensivos ou que visem desabonar a imagem das empresas (críticas destrutivas).

Postagem em destaque