Pesquisar este portal

quarta-feira, agosto 31, 2022

Com lançamento da GX4XL, Taurus dá início a uma estratégica e promissora plataforma de pistolas


*LRCA Defense Consulting - 31/08/2022

O lançamento simultâneo da pistola microcompacta Taurus GX4 no Brasil e nos EUA, ocorrido em maio de 2021, foi um enorme sucesso, com a esta arma se transformando na primeira opção para porte oculto de milhares de consumidores americanos e brasileiros desde então, dada à inovação e à tecnologia embutida, assim como também a um imbatível custo/benefício.

Ontem, nos Estados Unidos, foi lançada a GX4XL, primeiro modelo de outros que comporão a Plataforma de Pistolas GX4 (saiba mais abaixo).

O novo modelo traz um ferrolho mais longo, adicionando uma polegada de comprimento quando comparado ao da GX4, aumentando a velocidade na boca do cano e o raio de visão, bem como facilitando a manutenção da precisão do tiro.


O cano é fabricado em aço inoxidável revestido com a inovadora tecnologia DLC (diamond-like carbon - carbono semelhante ao diamante), garantindo um atrito reduzido e uma maior resistência ao desgaste e à corrosão, independente dos elementos presentes, aumentando assim a precisão e o desempenho geral.

São disponibilizadas duas opções de punho. Enquanto o perfil padrão apresenta uma leve ondulação na palma da mão, aqueles que preferem uma posição de pulso mais alta, para um ponto de mira natural, podem instalar a alça traseira de alta ondulação que vem incluída.


A arma vem com três opções de carregador: 10, 11 ou 13 cartuchos, possibilitando maior versatilidade e tranquilidade.


A GX4XL já pode ser adquirida no modo T.O.R.O., ou seja pronta para óptica. Para uso sem red dot, a mira traseira serrilhada, feita em aço blackout, tem desvio ajustável, enquanto que a dianteira é fixa (ponto branco).


O gatilho, um dos destaques da arma, oferece precisão e previsibilidade, em virtude de sua quebra nítida e precisa, possuindo uma reinicialização agradavelmente curta e tátil que é fundamental para tiros rápidos e diretos no alvo.


O ferrolho, construído em aço carbono, é fácil de manejar com suas serrilhas frontais e traseiras, possuindo um revestimento com nitretação a gás (tratamento térmico que difunde o nitrogênio na superfície de um metal para endurecê-la), o que maximiza a dureza de sua superfície, fazendo com que o atirador possa ter confiança em qualquer situação.


A GX4XL, embora tenha uma polegada de ferrolho a mais que a original, ainda continua sendo uma arma apropriada para o porte velado, sendo também plenamente compatível com coldres da GX4 que tenham o fundo aberto.


Nos EUA, os três modelos da GX4XL tem preço de varejo sugerido pelo fabricante (MSPR) de:
- GX4XL pura: US$ 429,00;
- GX4XL T.O.R.O.: US$ 459,00;
- GX4XL T.O.R.O. com mira Riton: US$ 549,00.


GX4XL é o primeiro modelo da Plataforma de Pistolas GX4
A GX4, diferentemente das congêneres que a antecederam (Família G: G2c, G3 e G3c), é uma plataforma de pistolas. Desenvolvida com protocolo militar pelo CITE - Centro Integrado de Tecnologia e Engenharia BR/EUA da Taurus, a arma foi concebida com a estratégia de ser completamente modular.

Isso significa que todo o seu mecanismo interno vai ser sempre o mesmo, mas será possível fazê-la crescer e atender às várias necessidades dos mercados civil, policial e militar.

Assim, ela poderá crescer no tamanho do cano, do ferrolho (caso da XL), da empunhadura e na capacidade de tiros. É uma microcompacta que poderá se transformar numa compacta ou numa full size (tamanho de serviço). Poderá ser uma micro com cano de compacta, uma micro com empunhadura de uma compacta, além de diversas outras variações possíveis.

A nova plataforma GX4 possibilitará aos clientes dispor de um mesmo "miolo" para uma família completa de armas, proporcionando uma enorme flexibilidade, facilidade logística (em suprimentos e manutenção) e grande economia de custos, tanto para os clientes como para a empresa, haja vista que esta poderá "enxugar" e racionalizar suas linhas de montagem.

Apenas como um exemplo de utilização, uma força militar ou policial poderá utilizar uma GX4 full size para uso em serviço e uma microcompacta como arma de backup, entre outras possibilidades, ambas com o mesmo mecanismo interno. 
 
Uma outra opção que está em desenvolvimento é a versão de competição, fechando assim o ciclo de utilizações da arma: uso pessoal, forças militares, forças de segurança e tiro esportivo.

Para tanto, a Taurus continua ultrapassando os seus limites em termos de inovação e tecnologia, já tendo lançado no Brasil a versão da arma com grafeno e anunciado estudos para a utilização do nióbio, em parceria com a Nione, empresa de nanotecnologia do Grupo Randon. Além disso, em um horizonte temporal próximo, a montagem das pistolas da Plataforma GX4 será completamente robotizada, em mais um passo da empresa em direção à Indústria 4.0.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador. Não serão publicados comentários ofensivos ou que visem desabonar a imagem das empresas (críticas destrutivas).

Postagem em destaque