Pesquisar este portal

segunda-feira, setembro 19, 2022

Taurus é indicada ao Prêmio Reclame Aqui 2022 pelo 3º ano consecutivo

 


*LRCA Defense Consulting - 19/09/2022

Com foco total em excelência no atendimento aos clientes, a Taurus, Empresa Estratégica de Defesa e uma das maiores fabricantes de armas do mundo, foi indicada ao Prêmio Reclame Aqui 2022 pelo 3º ano consecutivo.

Na edição de 2021, a empresa conquistou a premiação na categoria “Armas, munições e acessórios”, em que concorre este ano também.

A fase de votação popular acontece entre os dias 1º de setembro e 18 de novembro. Os consumidores podem votar pelo link www.reclameaqui.com.br/premio/votacao

Nova era de relacionamento com os clientes

A indicação demostra mais uma vez o destaque da marca no mercado entre as empresas com as melhores reputações e experiências do cliente. A premiação é considerada a maior no que se refere a atendimento no Brasil.

O reconhecimento é consequência do aprimoramento constante do atendimento aos clientes e do trabalho em equipe na Taurus, com um grande comprometimento dos seus gestores e funcionários com a nova fase da companhia.

Nos últimos anos, a Taurus entrou em uma nova era de relacionamento com os clientes. A empresa focou em proporcionar uma melhor experiência aos consumidores e em ter uma relação mais próxima e transparente. Investiu em treinamentos, visando padronizar o atendimento, e em automatização, possibilitando ampliar a capacidade do atendimento e um retorno mais eficaz em todos os seus canais de comunicação.

Taurus promoveu a maior reestruturação de sua história
Além disso, a Taurus promoveu a maior reestruturação de sua história, redesenhando sua gestão, adotando processos operacionais eficientes e robustos, tendo como alvo a contínua melhora na qualidade dos seus produtos e no apoio e satisfação dos clientes. Reforçou a sua área de engenharia, criando o Centro Integrado de Tecnologia e Engenharia Brasil/EUA (CITE), o que garantiu mais agilidade no desenvolvimento de novos produtos e uma melhor relação custo-benefício, com o objetivo de atender as demandas dos consumidores. Investiu em novos produtos e equipamentos, com o desenvolvimento de mais de 900 novos SKUs (Stock Keeping Unit - neste caso, são novos produtos ou novos modelos de um produto já existente) e aquisição de novos maquinários de última geração para aumentar a capacidade produtiva e agregar ainda mais qualidade, tecnologia e inovação às armas que produz.

Realizou também investimentos em pesquisa & desenvolvimento e firmou parcerias inéditas com renomadas instituições de ensino que atuam em linha com as mais avançadas soluções tecnológicas do mundo. A companhia foi pioneira no desenvolvimento e comercialização da primeira arma com grafeno no mundo, marcando o início da 3ª geração de pistolas. E não parou por aí. Segue investindo em pesquisas de novas tecnologias, como a aplicação de nano partículas de Nióbio, aplicação de DLC (Diamond Like Carbon) e desenvolvimento de polímeros com fibras longas.

Empresa tem nota 9.1 no Reclame Aqui, com um índice de solução de 95,3%
A atuação estratégica da nova gestão da Taurus desde 2018 permitiram a empresa conquistar importantes resultados. Atualmente, a Taurus tem nota 9.1 no Reclame Aqui, com um índice de solução de 95,3%. Nos últimos 6 meses (período de 01/03 a 31/08), a empresa respondeu cada uma das reclamações e, desse total, 91,7% dos clientes voltariam a fazer negócios com a empresa. A companhia está no ranking entre as 20 empresas com os melhores índices de "Voltar a Fazer Negócios" e mantém, desde 2019, o selo de excelência no atendimento do site Reclame Aqui.

A Taurus segue com a estratégia que envolve crescimento, tecnologia, inovação, aumento de produção e de eficiência, assim como também transparência e proximidade com seus consumidores e parceiros, com o objetivo de manter sua posição como a maior empresa de armas leves do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será submetido ao Administrador. Não serão publicados comentários ofensivos ou que visem desabonar a imagem das empresas (críticas destrutivas).

Postagem em destaque