Pesquisar este portal

outubro 25, 2021

WEG fornece alternadores síncronos e transformadores a seco para Easy Power

WEG fornece alternadores síncronos e transformadores a seco para Easy Power


*LRCA Defense Consulting - 25/10/2021

Preocupada com a crescente demanda por energia elétrica no mundo, a WEG investe em inovações tecnológicas em diversos segmentos que trazem soluções eficientes e ecológicas para o planeta.

Sendo assim, a WEG forneceu ao cliente cinco transformadores a seco e 18 alternadores síncronos da linha AG10, carcaça 280. Juntos, os equipamentos somam mais de 15 MVA de potência, e serão instalados em subestações localizadas no estado de Goiás.

Os equipamentos foram entregues para Easy Power na cidade de São Paulo (SP), empresa que oferece soluções completas no fornecimento de energia através de usinas termelétricas e subestações elevadoras, a fim de adaptá-las às necessidades do cliente.

Os alternadores síncronos WEG da linha AG10, carcaça 280, 550 kVA de potência e 380 V, são fabricados com materiais de excelente qualidade e passam por um rigoroso controle em todas as fases do processo de fabricação. Os grupos geradores atuarão em regime de serviço de emergência/stand-by, entrando em operação para cobrir falhas inesperadas de falta de energia da rede elétrica e desligamentos programados, mantendo em funcionamento equipamentos essenciais como, computadores, sistemas supervisórios, de medição, controle, painéis de comando, entre outros.

Os alternadores síncronos e transformadores a seco WEG são excelentes soluções para instalações que exigem durabilidade e robustez, garantindo ao cliente equipamentos modernos e toda rede de assistência técnica e acompanhamento pós-vendas WEG, possibilitando maior segurança e confiabilidade na operação.


outubro 24, 2021

SEPROD (Min. da Defesa) e CNI promovem o curso EAD "Economia de Defesa"

 Economia de Defesa será tratada em curso a distância — Português (Brasil)


*LRCA Defense Consulting - 24/10/2021

Com abordagens atuais e relevantes sobre a Economia de Defesa e o seu papel na indústria brasileira, a Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD), do Ministério da Defesa, promove, de 08 de novembro a 08 de dezembro, a 3ª edição do "Curso de Educação a Distância sobre Economia de Defesa", resultado do Acordo de Cooperação Técnica assinado entre a Pasta e a Confederação Nacional da Indústria (CNI). 

As inscrições estão abertas, a todos os interessados, até 03 de novembro. As aulas serão oferecidas por meio de plataforma disponibilizada pela CNI.

O curso contará com sete módulos, que serão aprofundados em mais de 20 conteúdos. Ao fim da capacitação, os participantes receberão certificado de conclusão. Entres os assuntos em análise, estarão: Base Industrial de Defesa (BID), Inovação e Tecnologia em Defesa, Bases Legais e Benefícios para a BID, Promoção Comercial, e Economia de Defesa e Apoio à Exportação. Além disso, serão debatidos aspectos relativos ao Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa (SIMDE). 

Os participantes serão capacitados sobre o que é a Economia de Defesa e tudo o que ela engloba, desde a atuação da SEPROD até a exportação de produtos, serviços e tecnologias do setor de defesa.

Esse setor é de elevada importância para o Brasil, pois, além de representar 4,46% do PIB nacional, gera 2,9 milhões de empregos diretos e indiretos, de acordo com estudo elaborado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), em 2021.

SERVIÇO
Projeto: Curso de Educação a Distância sobre Economia de Defesa
Data: de 08 de novembro a 08 de dezembro
Inscrições até 03 Nov: https://pt.surveymonkey.com/r/MTJQKYC 

Em reunião nos EUA, Taurus atualiza estratégias e planos para se tornar a maior fábrica de armas leves do mundo

Unidade americana da Taurus, em Bainbridge, Georgia

*LRCA Defense Consulting - 24/10/2021

Nos dias 19, 20 e 21, o CEO Global da Taurus Armas, Salesio Nuhs, o CFO & IRO, Sergio Sgrillo, e o Diretor do CITE - Centro Integrado de Tecnologia e Engenharia Brasil/EUA, Leonardo Sesti, estiveram presentes na Taurus USA, em Bainbridge, Georgia. 

A visita teve o objetivo de debater o planejamento orçamentário para 2022 no que diz respeito a produção, vendas, investimentos, marketing, pós-vendas e Capex. Além disso, foram atualizados o planejamento e as estratégias para os próximos cinco anos, alinhados ao objetivo estratégico da companhia de se tornar a maior fábrica de armas leves do mundo.

Salesio reportou que a fábrica americana já está quase completando o seu ramp-up (aumento de produção inicial), ou seja, já se encontra próxima ao limite de 4.000 armas/dia, para o qual foi planejada inicialmente. No entanto, vale lembrar que essa unidade fabril foi projetada com amplas condições de ampliação, caso seja necessário.

Segundo o CEO Global, sua equipe de inteligência de mercado detectou que a demanda para os produtos da Taurus nos EUA continua muito aquecida, enquanto que para outras marcas já são notados alguns estoques nas lojas. Completou dizendo que a estimativa dos profissionais da empresa é que esse aquecimento se mantenha, pelo menos, até o final de 2022. Frente a tal fato, Salesio prevê que as vendas da Taurus também se manterão aquecidas durante o referido período, consumindo toda a capacidade produtiva das duas operações da empresa (BR e EUA).


Desempenho das ações e resultados do 3T21
Questionado sobre a recente queda nas ações da empresa, Salesio disse que esse não foi um fato isolado, pois praticamente todas as ações da bolsa de valores foram afetadas pelos fatos de cunho político-econômico que estão acontecendo no País, sendo que as ações da Taurus estão entre as que menos foram desvalorizadas.

Embora o CEO Global não quisesse comentar sobre os resultados do 3º trimestre, que serão divulgados no dia 09 de novembro, esta editoria apurou que a opinião dos analistas que cobrem a empresa, bem como a de outros players do mercado, conflui no sentido de que a Taurus poderá apresentar resultados tão bons ou melhores que os do trimestre anterior, haja vista que as vendas continuaram muito aquecidas e houve vários ingressos não recorrentes nesse período, como o de fuzis para o Exército das Filipinas.

Visão de casas de análise que acompanham a Taurus

SaraInvest - 23/10/2021

"Depois de apresentar um resultado positivo no segundo trimestre, com um aumento de 87% em seu lucro bruto no primeiro semestre de 2021 quando comparado ao resultado do mesmo período em 2020, a Taurus aparenta mostrar mais um balanço significativo.

'Esperamos que o 3T21 da Taurus deva, mais uma vez, surpreender positivamente o mercado. Com produção a todo vapor e maior ticket nos EUA, a companhia deve manter, ou até mesmo aumentar, as altas margens vistas nos últimos trimestres', destacam.

Os analistas da SaraInvest ainda enfatizaram novidade em relação à produção. 'Esperamos novidades quanto ao condomínio de empresas da fábrica de São Leopoldo, que deve começar a produzir no próximo ano, avanços na JV indiana e possíveis pagamentos de proventos para o fim do ano. De modo geral, os resultados serão fortes', afirmam".

Capitalizo Análises e Recomendações de Investimentos - 17/10/2021


Patrimonial Gestão de Recursos - 16/09/2021

Mateus Palermo, em seu canal no Instagram, realizou a live "Conversa com Gestor", onde entrevistou o analista Bernardo Rosalen, da Patrimonial Gestão de Recursos (http://patrimonialgestao.com.br/), um dos responsáveis pelo Fundo Patrimonial FIA da gestora, que possui uma participação em ações da Taurus Armas S.A.

Alguns pontos:
- O Patrimonial FIA entrou agora na Taurus, embora estudasse a ação desde os R$ 6,00, pois precisava estudar e entender a empresa.
- A Taurus negocia a apenas 3,6 x lucro, o que é muito barato para uma empresa privada que está apresentando um crescimento "absurdo" e possui um potencial de crescimento ainda maior.
- É uma das top 3 da bolsa em valuation e o FIA vê muito upside para ela.
- Projetos de expansão (Índia e Brasil).
- A dívida está totalmente equacionada.
- Ainda há pouca cobertura das casas de análise sobre a empresa, mas esta já está começando a ser acompanhada.
- Quem entrar primeiro será beneficiado.
- O 2º semestre será melhor ainda que o primeiro (que já foi recorde), devido aos aumentos de preços nos EUA e no Brasil, bem como a diversos outros triggers.
 - É uma oportunidade de investimento que muita gente não via.

outubro 23, 2021

EUA: On Target Magazine analisa a carabina Rossi R92 Triplo Preto em .44 Magnum

"Leve, rápida, poderosa e sem medo de trabalhar. Vamos registrar e dizer que a carabina Rossi R92 Triple Black é uma das armas de alavanca mais suaves e rápidas que já testamos para On Target".


*On Target Magazine - 22/10/2021

A Rossi R92 é uma reprodução historicamente precisa do Winchester modelo 1892, leve, pequena e calibre pistola. Projetado pelo lendário designer de armas de fogo americano, John Moses Browning, o protótipo do modelo 1892 foi entregue a Winchester apenas duas semanas após ter sido solicitado. O modelo 1892 foi concebido como uma atualização do modelo Winchester 1873 - também projetado por Browning - que substituiu como a arma de alavanca padrão da empresa. Ao longo de sua vida de produção de 50 anos, mais de 1.000.000 do Modelo 1992 foram produzidos, e ela estrelou em quase todos os faroestes de cowboys já feitos, incluindo a série de TV The Rifleman e “Wanted: Dead or Alive”.

A Rossi R92 está disponível nas câmaras .22 LR, .357 Mag., .44 Rem. Mag., .45 Long Colt e .454 Casull, em diversos acabamentos e comprimentos de cano. Nossa carabina de avaliação foi a única R92 Triplo Preto com câmara .44 Rem. Magnum (também disponível em .357 Magnum) com um cano de 16,5 polegadas ($ 1.020,11). Tudo na arma - exceto a mira frontal do talão de latão - tem acabamento em preto fosco à prova de intempéries, dando a ela uma aparência “profissional”. Todas as peças de metal são revestidas com acabamento Cerakote preto para excelente durabilidade em condições climáticas ruins.

Para contornar o projeto do receptor de ejeção superior de 1892 do R92, a Rossi deu ao modelo Triple Black uma base óptica Picatinny montada no cano para facilitar a montagem de uma óptica ampliada de ponto vermelho ou de relevo estendido. Usamos o novo red-dot Vortex SPARC Solar em todo o teste. Não quer operar uma ótica? A montagem ótica também incorpora uma visão peep integrada muito eficaz e totalmente ajustável.

Outras características incluem uma alavanca “big loop” com sua metade inferior envolta em cordame sintético preto. A grande alavanca circular - popularizada anos atrás pelos especialistas em ação de alavanca do Wild West Guns - é extremamente vantajosa quando mãos grandes ou com luvas são colocadas na mistura e é definitivamente uma adição bem-vinda. Um arranjo de mira exclusivo - incluindo um trilho Picatinny de alumínio de 12 slots para montagem óptica com um visor integrado e totalmente ajustável montado em rampa posicionado na parte traseira - é uma solução alternativa inteligente e eficaz para o design do receptor de ejeção superior do modelo 1892.

Embora não tenhamos adicionado nenhum para teste, a boca desta R92 vem rosqueada de fábrica (com um protetor de linha incluído) para instalação rápida de um supressor ou freio de boca. A mobília consiste em uma coronha preta fosca com um pente de topo plano e uma almofada de recuo de borracha preta ventilada de 1 polegada e um antebraço de uma peça com uma única banda. Tanto o buttstock quanto o forend são feitos de madeira, ambos são equipados com pinos giratórios e ambos têm acabamento em tinta preta, semelhante a uma teia de aranha, com acabamento de tinta salpicada para proteção contra qualquer clima.

Diferentemente do projeto original de 1892, a R92 incorpora uma segurança giratória projetada pela Rossi posicionada na parte superior traseira do parafuso. Girar a alavanca 90 graus no sentido horário desengata a segurança, expondo um ponto vermelho na parte superior do parafuso, indicando que a arma está “desligada”. Uma volta de 90 graus no sentido anti-horário engata a segurança, que trava o pino de disparo na parte traseira dentro do ferrolho. A operação do martelo e do gatilho não é afetada pela posição de segurança.

Enquanto a R92 é baseada no design original de John Browning de 1892, a Rossi faz duas partidas que se destacam: um interruptor de segurança giratório montado com parafuso e uma alavanca de laço grande, a última das quais é uma dádiva de Deus para mãos grandes e / ou enluvadas.

Com um peso vazio de 5 libras e 14 onças e um comprimento total de 34 polegadas, a R92 Triple Black .44 Rem. Mag. é uma carabina leve e prática. Sua câmara .44 Rem Mag. é adequada para caça média em intervalos curtos a moderados. Matamos suficientes cervos de cauda branca com .44 Mag. para atestar a letalidade desta rodada quando carregada com balas expansíveis apropriadas para a caça, e o comprimento extra do cano da R92 produz velocidade adicional suficiente para fazer o .44 Rem. Mag. realmente brilhar. A capacidade de munição da R92 Triple Black .44 Rem. Mag. são oito rodadas no depósito tubular sob o cano, mais uma na câmara. A munição é carregada no carregador através de um portão de carga no lado direito do receptor.

Com rosca para um supressor ou freio de boca, a R92 Triple Black tem um cano atarracado de 16,50 polegadas, tornando-a perfeita para ser carregada em qualquer situação. Com exceção da mira frontal com conta de ouro, todas as peças de metal têm acabamento em um cerakote preto durável.


Para o teste, montamos a nova mira de ponto vermelho Vortex SPARC Solar 2021 (US $ 399,99 com montagem integral) no trilho superior da Picatinny. O SPARC Solar, como o nome sugere, é movido a energia solar com uma bateria de backup CR2032. Quando os níveis de luz do sol no ambiente não são suficientes para alimentar a mira, ela muda automaticamente para a energia da bateria. Este efeito tag-team estende a vida da bateria para impressionantes 150.000 horas!

O forend e o buttstock são ambos esculpidos em madeira, mas são tratados com acabamento em tinta preta do tipo respingos de baixo brilho para proteção contra qualquer clima. Os pinos giratórios da funda estão presentes tanto na frente quanto na traseira, e uma almofada de recuo de borracha preta ventilada de uma polegada ajuda a absorver o recuo das cargas magnum.


Estabelecendo-se na linha de 50 jardas - a distância que gostamos de testar rifles quando a ampliação não faz parte da equação - separamos as três cargas diferentes de Magnum .44 que poderíamos colocar em nossas mãos para teste: o pequeno HoneyBadger de 160 grãos da Black Hills, o Elite V-Crown JHP premium de 240 grãos da SIG e o Swift A-Frame de 280 grãos da Federal. No departamento de precisão de downrange, as cargas Black Hills, SIG e Federal proporcionaram desempenho estelar através do tubo de lançamento da R92, todos imprimindo um melhor grupo de três tiros de menos de 1,30 polegadas, mas a munição SIG - que, hora e tempo mais uma vez, tratou-nos com um alto nível de precisão - produziu o melhor desempenho de teste com seu grupo de 0,62 polegadas. Adoraríamos ver do que esta carabina é capaz com uma boa mira.

A ação de bloqueio duplo da R92 provou ser extremamente suave, limpa e rápida para ciclar, o que é uma das qualidades que valorizaram o design do Modelo 1892 para gerações de atiradores americanos. Podemos até ir mais longe para dizer que esta é uma das armas de alavanca de funcionamento mais suave que já testamos.

Vamos registrar e dizer que nossa carabina Rossi R92 Triple Black é uma das armas de alavanca mais suaves e rápidas que já testamos para On Target. E, como um aparte não tão prático ou mesmo significativo, a arma produz um dos sons mecânicos de "clique-clique" mais satisfatórios que já ouvimos enquanto acionamos a alavanca.


Especificações:
Calibre: .44 Magnum
Receiver Steel
Cano: 16,5 polegadas
Comprimento OA: 34 polegadas
Peso: 5 libras, 14 onças
Pontos turísticos: abertura ajustável / base óptica Picatinny
Estoque: Madeira / tinta preta com respingos
Ação: ação de alavanca
Acabamento: Cerakote Preto
Capacidade: 9 rodadas
Preço: $ 1020,11

A R92 nos deu um desempenho estelar na linha de 50 jardas, perfurando este grupo de três tiros de 0,62 polegadas usando a carga premium de 240 grãos Elite V-Crown JHP da SIG.

outubro 22, 2021

Parcerias firmadas pelo Min. da Defesa fomentam novos negócios e oportunidades tecnológicas

20211021 Protocolos SEPROD.png


*LRCA Defense Consulting - 22/10/2021

O Ministério da Defesa (MD), por meio da Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD), celebrou parcerias com instituições que estimulam a Base Industrial de Defesa (BID) na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I). Foram oito protocolos de intenções mútuas, sem fins lucrativos, assinados, de maio a setembro, para fortalecer o desenvolvimento de negócios e de oportunidades tecnológicas.

Os mais recentes, firmados em 13 de setembro, envolveram a Associação Parque Tecnológico de São José dos Campos (APTSJC) e a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos da Universidade de Brasília (FINATEC/UnB). A parceria com a APTSJC contribuirá para o fortalecimento da base científica e tecnológica nacional, em prol da BID, visando a união de esforços dos partícipes para definir as formas de incentivo e para facilitar a integração com o MD. Já a parceria com a FINATEC/UnB prevê a aproximação das demandas tecnológicas estratégicas do País e a geração de negócios fomentados no ambiente acadêmico, fortalecendo a BID e a tripla hélice.

No mesmo mês, foram assinados quatro protocolos de intenções com as Federações das Indústrias dos Estados de Santa Catarina (FIESC), de Minas Gerais (FIEMG), do Rio de Janeiro (FIRJAN) e do Rio Grande do Sul (FIERGS). Esses documentos, também, contribuirão para fortalecer a base científica e tecnológica nacional, em prol da BID. No dia 2, foi firmado o documento com a FIESC e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Departamento Regional de Santa Catarina (SENAI/SC). No dia 10, foram firmados os protocolos com as demais Federações. O primeiro foi com a FIEMG e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Departamento Regional de Minas Gerais (SENAI/DRMG). O segundo envolveu o Serviço Social da Indústria – Departamento Regional do Rio de Janeiro (SESI/RJ) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Departamento Regional do Rio de Janeiro (SENAI/RJ). O terceiro contemplou a FIERGS e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Departamento Regional do Rio Grande do Sul (SENAI/RS).

Esses quatro protocolos visam a união de esforços dos partícipes para definir as formas de incentivo e para facilitar a integração com o MD. Assim, o elo entre Institutos de Ciência e Tecnologia, Indústria e Governo é fortalecido, ao tempo que fomenta parcerias tecnológicas e promoção de negócios, a partir do planejamento e da realização de visitas técnicas e de eventos nacionais e internacionais que divulguem produtos, pesquisas, serviços e empresas associadas, referentes à área de Defesa e de C,T&I e às suas interfaces com as demais políticas públicas e com a BID.

No primeiro semestre deste ano, em 5 de maio, foi firmada a primeira parceria de 2021. O protocolo de intenções foi assinado com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - Departamento Regional da Bahia – SENAI-BA, por intermédio do Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia, denominado SENAI-CIMATEC. O documento contempla estudos e pesquisas de interesse mútuo, principalmente, sobre temas referentes às políticas nacionais de Defesa e de C,T&I, e as suas interfaces com demais políticas públicas e com a Indústria Nacional de Defesa.

Outra parceria, no dia 25 do mesmo mês, envolveu a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Esse acordo possibilita maior envolvimento de empresas, em especial as da BID, no desenvolvimento de projetos de interesse da Defesa nas etapas de pesquisa, produção, distribuição e manutenção de produtos estratégicos de Defesa.

Para acessar os protocolos, clique aqui.

Com novas tecnologias, Condor marca presença na Milipol Paris pela 7ª vez

Visita do Diretor do Departamento de Promoção Comercial do MD, Brigadeiro-do-ar José Ricardo de Meneses Rocha

*LRCA Defense Consulting - 22/10/2021

Líder global no seu segmento, presente em mais 86 países, a Condor Tecnologias Não Letais marca pela sétima vez consecutiva presença na Milipol Paris 2021, feira internacional de Defesa e Segurança considerada uma das mais importantes do mundo. A Milipol está em sua 22ª edição e acontece a cada dois anos na capital da França.

O evento este ano vai dos dias 19 e 22 de outubro, no Centro de Exibição Paris-Nord Villepinte, com mil expositores e expectativa de receber 30 mil visitantes, sendo 150 delegações oficiais.

A Condor está entre as empresas brasileiras no Pavilhão Brasil, que conta com o apoio da APEX e dos Ministérios das Relações Exteriores e da Defesa, este último sob a liderança do Diretor do Departamento de Promoção Comercial do MD, Brigadeiro-do-ar José Ricardo de Meneses Rocha.

Entre as visitas recebidas no stand da empresa, destacam-se a do embaixador do Brasil na França, Luís Fernando Serra e das delegações da Polícia Militar do Estado de São Paulo, chefiada pelo Tenente-coronel Marco Aurélio Valério; da Grécia, Noruega, Turquia, Kwait e Jordânia.

Delegação da Grécia

Delegação da Jordânia

Delegação do Kuwait

Delegação da Noruega

Delegação da Polícia Militar do Estado de São Paulo

Delegação da Turquia

Visita do embaixador do Brasil na França, Sr Luís Fernando Serra

CONDOR DROP – DISPOSITIVO DE LANÇAMENTO REMOTO DE MÚLTIPLAS MUNIÇÕES.
A mais nova tecnologia da Condor é o resultado de anos de pesquisas da empresa que busca formas de evitar ao máximo o contato direto dos agentes da lei com os perturbadores da lei e da ordem, sejam eles presos rebelados no pátio de um presídio ou civis participando de ataques violentos, como saques e depredações do patrimônio público.

O equipamento é capaz de enviar imagens em tempo real da cena do conflito, a uma distância de até um quilômetro. As imagens são geradas em um tablet e dali mesmo é acionado o CONDOR DROP, de cujas as bandejas são disparadas as munições de uma altura que pode variar entre 30 e 50 metros.


O alvo é atingido com alta precisão, maior do que quando lançados através de lançadores manuais. Com 24 pontos de emissão, com capacidade de liberar cargas individuais ou sequenciais de fumígenas ou lacrimogênea, o Condor Drop pode carregar, ao todo, 48 munições.

SPARK®️ Z 2.0
Primeiro dispositivo elétrico incapacitante fabricado no Brasil, a Spark é um produto com o selo Condor de qualidade e está em sua segunda geração. O modelo Z 2.0 oferece diferenciais, como inovações tecnológicas que tornam o dispositivo ainda mais eficaz ao agente da lei.

A Spark Z 2.0 traz um sistema de ejeção de cartucho ambidestro, lanterna de led para uso em operação noturna e conexão wi-fi, possibilitando a transmissão de dados sem uso de cabo entre a arma e o datakit, que pode coletar informações de 100 unidades de uma só vez.

GRANADAS COM DUPLO ESTÁGIO
As granadas explosivas não letais são fabricadas em corpo de elastômero macio e possuem sistema de duplo estágio de acionamento. Ao funcionar, num primeiro momento, o dispositivo expulsa o corpo rígido do acionador e, num segundo momento, faz explodir somente o corpo da granada, evitando assim a projeção de partes que possam provocar lesões.

AM-403/P – PROJETIL DE PRECISÃO
Criada pela Condor em 2009, é considera munição de borracha mais precisa do mundo. Seu correto uso prevê que devem ser disparadas sempre nas pernas.

outubro 21, 2021

Embraer anuncia acordo de Pool com a KLM Cityhopper para a frota de E195-E2

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem


*LRCA Defense Consulting - 21/10/2021

A Embraer anunciou hoje no MRO Europe, importante evento de manutenção aeronáutica, um acordo para o Programa Pool com a KLM Cityhopper, subsidiária regional da KLM Royal Dutch Airlines. O contrato inclui amplo suporte para componentes da frota de jatos E195-E2 da companhia aérea. Atualmente, o Programa Pool atende mais de 50 companhias aéreas em todo o mundo.

A companhia aérea recebeu no início de 2021 o primeiro E195-E2 dos 25 jatos encomendados, sendo que todos os jatos E2 estão cobertos por esse contrato. Atualmente, a KLM Cityhopper já opera um total de quatro E195-E2, além de frota de 49 E-Jets de primeira geração.

“Como a companhia aérea com a maior frota de E-Jets da Europa, a KLM Cityhopper tem ampla experiência em operações e manutenção desses jatos – e padrões muito elevados, especialmente em relação à disponibilidade das aeronaves. Este contrato é um grande endosso da KLM Cityhopper e amplia a bem-sucedida atuação da Embraer no fornecimento de suporte e serviços abrangentes para os clientes de E2”, disse Johann Bordais, Presidente e CEO, Embraer Services & Suporte.

O Programa Pool permite às companhias aéreas minimizar investimentos iniciais em estoques e itens reparáveis de alto valor, aproveitando o conhecimento técnico da Embraer e sua vasta rede de prestadores de serviços de reparo de componentes. Os resultados são significativas economias em custos de reparo e manutenção de estoque, redução no espaço de armazenamento necessário e a eliminação quase total da necessidade de recursos exigidos para o gerenciamento de reparos, garantindo, ao mesmo tempo, os níveis de desempenho.

O E195-E2, aeronave de nova geração da Embraer, é projetado especificamente para reduzir emissões e poluição sonora. As credenciais ambientais do E2 impressionam. O baixo nível de ruído externo já está bem abaixo dos futuros limites planejados pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI). As emissões de carbono são quase 10% mais baixas por viagem e 31% menores por assento. Em um ano normal, cada E195-E2 irá emitir 1.500 toneladas a menos de poluentes de carbono.

Taurus entrega 5.000 pistolas TS9 para Brigada Militar em evento do Governo do RS


*LRCA Defense Consulting - 21/10/2021

Nesta quinta-feira (21/10), foram entregues 5 mil pistolas Taurus TS9 de calibre 9 milímetros para a Brigada Militar do Rio Grande do Sul. O evento aconteceu no estacionamento da EPTC, em Porto Alegre, seguindo os protocolos sanitários para prevenção à Covid-19, e contou com a presença de diversas autoridades.

Na ocasião, o governador do Estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Junior, apresentaram os investimentos que compõem o programa Avançar na Segurança, que contempla os projetos e recursos prioritários previstos para a pasta no período 2021-2022. O projeto destinará R$ 280,3 milhões para compra de viaturas, equipamentos, tecnologia e realização de obras até 2022.

O contrato estabelecido entre a Brigada Militar e a Taurus prevê, além da aquisição de armas, treinamento para armeiros da instituição e suporte da equipe de assistência técnica Taurus.

A pistola TS9 é reconhecida como uma arma que possui inovação, confiabilidade, segurança e precisão. Seu projeto exclusivo foi desenvolvido atendendo aos mais rigorosos padrões de qualidade e segurança exigidos pelos órgãos de segurança mais qualificados do mundo.

A aquisição reflete a credibilidade que a Brigada Militar tem nos armamentos produzidos pela Taurus e o compromisso da empresa com a qualidade de seus produtos. Reflexo disso é que diversas armas Taurus já integram o arsenal da instituição, entre elas o fuzil T4, sendo empregado inclusive nas forças de elite da Brigada Militar, por ser uma arma de qualidade e com ótimo desempenho.  

Embraer entrega primeiro Praetor 500 no Canadá para AirSprint


*LRCA Defense Consulting - 21/10/2021

A Embraer entregou o primeiro Praetor 500 no Canadá para a AirSprint Private Aviation, empresa canadense de propriedade compartilhada de aeronaves. No início deste ano, a companhia canadense converteu dois Legacy 450 em Praetor 500 e, com isso, terá três Praetor 500 em sua frota, totalizando nove jatos Embraer.

O Praetor 500 possui o maior e mais impressionante alcance da categoria, com capacidade de voar 3.340 milhas náuticas (6.186 km), sem escalas. Também apresenta desempenho de pista inigualável em condições de neve e chuva. A aeronave é uma excelente escolha para a AirSprint poder oferecer voos diretos de centenas de aeroportos de costa a costa no Canadá – com operação na América do Norte, Caribe, América Central, Havaí e Europa.

“Estamos satisfeitos que nossa parceria com a AirSprint, que começou em 2016, continua a crescer à medida que a empresa expande sua frota. Quando concluímos a primeira conversão do Legacy 450 no Praetor 500, no início deste ano, eles ficaram entusiasmados em poder oferecer aos seus clientes acesso direto a mais destinos e experiências no Canadá. O Praetor 500 é uma excelente escolha ao passo que a empresa continua crescendo e mantém os mais altos padrões para todos os clientes”, disse Michael Amalfitano, Presidente e CEO da Embraer Aviação Executiva.

Além de oferecer o melhor alcance e a menor altitude de cabine em sua classe, o Praetor 500 é também o jato executivo de médio porte mais revolucionário e tecnologicamente avançado do mundo. Em termos de tecnologia, é o único jato executivo com controles completos de voo fly-by-wire e capacidade de redução ativa de turbulência. Ele também possui uma cabine de piso plano com 1,83m de altura, uma galley completa com piso em granito e lavabo a vácuo - tudo com o melhor espaço de bagagem da categoria.

“Ser o primeiro no Canadá a aceitar um novo Embraer Praetor 500 ajuda a fortalecer nossa posição como líder do setor”, comenta James Elian, presidente e CEO da AirSprint. “A AirSprint foi a uma empresa pioneira de propriedade compartilhada no Canadá e, mais de 20 anos depois, nossa equipe continua a oferecer uma experiência de aviação executiva superior a todas as demais. Nosso crescimento como empresa se deve ao compromisso de nossos proprietários e ao longo relacionamento com empresas excepcionais como a Embraer”.

O novo Praetor 500 da AirSprint também será seu primeiro jato totalmente novo com a pintura redesenhada. A nova pintura - elegante e diferenciada - é uma aplicação genuína da marca AirSprint.

Embraer entrega nove jatos comerciais e 21 executivos no 3T21

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem


*LRCA Defense Consulting - 21/10/2021

A Embraer entregou um total de 30 jatos no terceiro trimestre de 2021, sendo nove comerciais e 21 executivos (14 leves e sete grandes). Em 30 de setembro de 2021, a carteira de pedidos firmes (backlog) totalizava USD 16.8 bilhões.

Durante o 3T21, no segmento de aviação executiva, a Embraer entregou seu jato executivo de número 1.500. A aeronave, um Phenom 300E, jato leve mais vendido por nove anos consecutivos, foi entregue à Haute Aviation, empresa suíça que atua nos segmentos de fretamento, corretagem e gerenciamento de aeronaves.

No segmento de aviação comercial, a Embraer anunciou a venda de 16 novos jatos E175 para a SkyWest, Inc. para operar para a Delta Air Lines, se somando aos 71 jatos do modelo que a SkyWest já opera para a companhia aérea. A aeronave E175 voará para a Delta sob um Contrato de Compra de Capacidade (CPA). O valor do contrato, que está incluído na carteira de pedidos da Embraer do terceiro trimestre, é de US$ 798,4 milhões, com base no preço de lista.

No segmento de Serviços e Suporte, a Embraer assinou diversos contratos no trimestre. A Porter Airlines assinou um grande pacote de suporte de pós-venda com a Embraer, por até 20 anos, para a frota de aeronaves comerciais E2. A Embraer também assinou um acordo para o Programa Pool com a CommutAir, operadora da United Express, para apoiar a frota de jatos ERJ 145, e uma extensão de Pool com a Cobham, na Austrália, para apoiar seus três E190. Além disso, também na Austrália, a Embraer assinou um contrato de prestação de serviços com a Alliance Airlines, fornecendo suporte para a frota de E190 da companhia aérea.

Milipol Paris: visitantes conhecem inovações brasileiras em armas, munições, proteção pessoal e segurança cibernética

 

 *ABIMDE e LRCA Defense Consulting - 20/10/2021

A Milipol Paris 2021 teve início nesta terça-feira (19) com a participação do Brasil entre os países presentes nesta que é considerada a principal feira internacional de segurança e proteção do mundo. Participam do evento a ABIMDE (Associação Brasileira da Indústria de Defesa e Segurança) e sete empresas associadas -- BCA, CBC, Condor, Kryptus, M&K, Taurus e VMI.

No primeiro dia da Milipol Paris, que segue até a próxima sexta-feira (22), o Pavilhão Brasil recebeu visitantes de vários países, representantes de instituições públicas e privadas. As empresas apresentaram extensos portfólios de produtos inovadores e até lançamentos.

“A presença do Pavilhão Brasil neste evento é muito importante pois temos a oportunidade de mostrar a potenciais compradores que temos uma BIDS (Base Industrial de defesa e Segurança) forte, inovadora e tecnológica, onde eles podem encontrar parceiros e fornecedores altamente qualificados”, disse o Comandante Paulo Albuquerque, Diretor de Projetos da ABIMDE.

Ele ressalta ainda o estudo 'En Toute Sécurité 2021', que aponta a retomada do crescimento do mercado global de segurança após a queda de mais de 3% em 2020 por conta da pandemia. Os dados apontam que este setor deve crescer cerca de 8% até o final de 2021 e 6% em 2022.

A participação brasileira na feira internacional tem o apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

Produtos Inovadores

Durante os quatro dias da feira, as empresas brasileiras vão apresentar portfólios de produtos inovadores, muitos deles já exportados para vários países, e também os seus mais recentes lançamentos.

Este é o caso da BCA Ballistic Protection, empresa com 30 anos de atividades, presente em 16 países, que acaba de lançar sua mais nova linha de capacetes para uso restrito: o NeoFlex Helmet. De acordo com a empresa, o equipamento é leve e confortável, permitindo maior mobilidade aos soldados.

O portfólio da BCA inclui ainda outros produtos para blindagem de automóveis, de aeronaves,  de embarcações, e de veículos militares, e para proteção pessoal.

A Kryptus vai apresentar na Milipol Paris seu portfolio de soluções de criptografia e segurança cibernética para setores de Defesa e Inteligência, com destaque para:

  • BruitBlanc Suite que traz a criptografia OTP inquebrável em um criptocomputador portátil combinado a equipamentos de cifração de rede (network encyptors) para promover um ambiente altamente seguro para comunicações ultrassecretas;
  • kNET HSM (Hardware Security Module), uma linha de hardware criptográfico multitenant de alto desempenho para proteção de chaves criptográficas.


A CBC (Companhia Brasileira de Cartuchos) é considerada líder mundial de munições para armas portáteis. O portfólio da empresa inclui munições para armas curtas, fuzis, metralhadoras e médios calibres; cartuchos de fogo circular e para armas de alma lisa; carabinas de pressão e armas de fogo, entre outros produtos.

A Condor desenvolve e produz equipamentos e munições não letais, e pirotécnicos para emprego em sinalização e salvatagem. Atualmente, conta com mais de 120 produtos no portfólio e está presente em mais de 60 países pelo mundo.

A Taurus Armas, com mais de 80 anos de atividades, é considerada uma das maiores fabricantes de armas do mundo e reconhecida internacionalmente devido ao seu elevado padrão de qualidade e inovação. O portfólio da empresa inclui pistolas, revólveres, armas longas e carabinas. 

A Taurus informou que, até ontem (20), já tinha recebido a visita de representantes da Polícia Nacional Francesa, da Gendarmeria Nacional e do Exército Francês, além de clientes do Egito, Senegal, Suécia, Marrocos, Argélia, Tunísia, Israel.

Também já passaram pelo estande, o Embaixador do Brasil na França, Luis Fernando Serra, o Diretor do Departamento de Defesa do MRE, Ministro Marcelo Paz Saraiva Câmara, e o Chefe de Divisão de Assuntos de Defesa do MRE, Herbert Drummond, onde puderam conhecer os diversos produtos de sucesso da Taurus, especialmente o fuzil T4 calibre 5.56mm e a pistola Striker modelo TS9 em calibre 9mm (nas versões full-size e compacta), especialmente desenvolvidos para o emprego policial e militar.

O embaixador do Brasil na França se reuniu com representantes da ABIMDE e das sete associadas que participam do evento. Após, conheceu o portfólio das associadas e a avançada tecnologia e inovação dos produtos apresentados aos visitantes da Milipol Paris, que é considerada a principal feira internacional de segurança interna e proteção do mundo.

“Ficamos honrados em receber o embaixador Luís Fernando Serra no Pavilhão Brasil. A presença
dele valoriza a imagem das associadas aqui presentes e de toda nossa BIDS (Base Industrial de Defesa e Segurança), aqui representada pela ABIMDE, disse o Comandante Paulo Albuquerque, Diretor de Projetos da ABIMDE.

Embaixador do Brasil na França, Luís Fernando Serra, com representantes da ABIMDE, Apex e Ministério da Defesa






 

outubro 20, 2021

Embraer & Fokker: o que está por trás do recente anúncio de parceria?

Após concretizada, a parceria Embraer & Fooker poderá impulsionar as soluções de Defesa da Embraer, como o C-390 Millenium, e civis, como o futuro E3 e outras, dentro de uma nova perspectiva do ressurgimento da (outrora pujante) indústria aeronáutica holandesa.

Cerimônia de assinatura do Memorando de Entendimento em 18 de outubro de 2021 na Fokker Techniek, na Holanda, testemunhada pelo prefeito de Woensdrecht, Steven Adriaansen (à esquerda) e o governador de Noord Brabant, Ina Adema (à direita). Sentados (da esquerda para a direita): Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança, Arjan Meijer, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial, Menzo van der Beek, CEO da Fokker Services, Roland van Dijk, CEO da Fokker Techniek, e Johann Bordais, Presidente e CEO, Embraer Serviços e Suporte.

*Base Militar Vídeo Magazine - 19/10/2021

Nsta semana, num evento na Holanda, a Embraer assinou uma parceria com as duas empresas restantes do histórico construtor holandês, a Fokker Teckniek e a Fokker Services. Os objetivos deste acordo são muito genéricos e pouco específicos.

Na companhia do jornalista especializado Roberto Caiafa, padrinho do canal BNVM, vamos juntos olhar para as duas empresas e tentar decifrar quais as oportunidades que as trouxeram para a mesa de negociação.

O mercado global é muito competitivo, especialmente no mercado militar que parece ser a razão maior para essa aproximação. Descubra o que foi a Fokker, qual sua participação e relevância no mercado aeronáutico e quais suas perspectivas no futuro. O que a Embraer precisa da Fokker e o que os Holandeses podem extrair de volta deste acordo. O que faziam políticos holandeses ao fundo da assinatura do acordo? 

Fooker
A Fokker foi uma das grandes fabricantes de aviões até 1996, quando faliu. A partir daí, foi adquirida por outros grupos e se transformou em  fornecedora especializada e prestadora de serviços, como especialista de classe mundial em serviços pós-venda para uma variedade de tipos de aeronaves.
Hoje, o grupo que a controla é a Panta Holdings.


 

São José fecha novo acordo para lançamento do 1º nanossatélite brasileiro


*Portal R3 - 19/10/2021

A prefeitura de São José dos Campos fechou, neste mês, novo contrato de parceria com a Visiona Tecnologia Espacial (joint-venture entre a Embraer e a Telebras), responsável pela produção do primeiro nanossatélite totalmente desenvolvido pela indústria brasileira. O VCUB está pronto para ser lançado à órbita da Terra no início de 2022.

O acordo prevê o recebimento das imagens de alta resolução coletadas pelo nanossatélite que permitirão mapeamento de uso e ocupação do solo, podendo prevenir, por exemplo, os efeitos das tragédias naturais.

A análise técnica das imagens será feita por servidores da Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade.

A parceria, portanto, potencializa a capacidade de São José de viabilizar novas soluções para a melhoria contínua do planejamento urbano, além de estimular o desenvolvimento tecnológico e socioeconômico da cidade.

Além da Prefeitura de São José, a rede de parceiros do Projeto VCUB conta com instituições como o Instituto Senai de Inovação, a Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial), o Governo de Santa Catarina, o Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), a CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais), o IICA (Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura), a AEB (Agência Espacial Brasileira), o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), o Naturatins (Instituto Natureza do Tocantins) e a Transpetro (Petrobras Transporte).

 
Geoprocessamento
Desde 2017, a Prefeitura vem desenvolvendo projetos de alta tecnologia com o uso de imagens de sensoriamento remoto, no âmbito de projetos como o Observa, também em parceria com a Visiona, que consiste no uso de imagens de altíssima resolução para o monitoramento, fiscalização e controle ambiental do território visando combater a degradação ambiental.

E mais recentemente lançou o Geosanja, plataforma que reúne dados geográficos do município para consulta e download dos dados pelos cidadãos.

Sobre o Projeto
O nanossatélite VCUB baseia-se numa plataforma CubeSat 6U de 12kg com dimensões de 30 x 20 x 10 cm e traz o estado da arte em tecnologias de pequenos satélites.

A missão permitirá o desenvolvimento e validação de tecnologias espaciais desenvolvidas pela Visiona, com destaque para o Sistema de Controle de Órbita e Atitude de satélites, principal lacuna tecnológica da indústria espacial brasileira, além dos softwares de Sistema de Gestão de Dados de Bordo e do Rádio Definido por Software. O projeto incorpora uma arquitetura de sistemas modular e escalável, que poderá ser utilizada em satélites de maior porte no futuro, permitindo a incorporação de mais tecnologias nacionais às missões do Programa Espacial Brasileiro.

Equipado com uma câmera óptica multiespectral com resolução de 3,5 metros e 4 bandas espectrais e de um sistema de coleta de dados reconfigurável via software, o satélite será capaz de realizar missões antes destinadas a satélites de porte bem superior. Sua câmera utiliza tecnologias só encontradas em satélites de grandes dimensões, o que lhe permitirá gerar imagens com qualidades radiométrica e geométrica superiores às encontradas no mercado, fatores fundamentais para aplicações agrícolas e de proteção do meio ambiente. Seu sistema de coleta de dados pode operar tanto no sistema SBCD (Sistema Brasileiro de Coleta de Dados) como em outros protocolos, o que torna o VCUB uma plataforma ideal para aplicações de Internet das Coisas (IoT).

Sobre a Visiona
A Visiona tem sede em São José dos Campos e é uma joint-venture entre a Embraer Defesa & Segurança e a Telebras, voltada para a integração de sistemas espaciais. Criada em 2012 para atender os objetivos do Pnae (Programa Nacional de Atividades Espaciais) e do Pese (Programa Estratégico de Sistemas Espaciais).

A empresa foi a responsável pelo Programa do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, o SGDC, lançado em 2017. Em 2018, a Visiona anunciou o programa do primeiro satélite projetado integralmente pela indústria nacional, o VCUB1, e concluiu com êxito o primeiro Sistema de Controle de Órbita e Atitude de satélites desenvolvido no Brasil. A Visiona também fornece produtos e serviços de Sensoriamento Remoto e Telecomunicações por satélite, bem como Aerolevantamento SAR nas Bandas X e P.

Setores de Defesa e de Segurança contam agora com uma fintech específica

 finatec.png


*LRCA Defense Consulting - 20/12/2021

O Ministério da Defesa anunciou o lançamento da Fintech Defesa Mezzo, primeira empresa financeira do Brasil com perfil tecnológico e criada, especificamente, para atender às demandas de financiamentos e investimentos dos setores de Defesa e Segurança.

A Fintech Defesa Mezzo é resultante de iniciativa do Ministério da Defesa, por meio da Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD).

Segundo o MD,  os setores de Defesa e Segurança têm competitividade, tradição e competências reconhecidas globalmente. O lançamento da nova fintech ocorreu em 2 de setembro, na capital paulista, e reuniu cerca de 30 investidores.

O projeto da Fintech Defesa Mezzo foi concluído em abril, após ser viabilizado por meio da assinatura de acordo de cooperação técnica entre o Ministério da Defesa e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O acordo prevê a elaboração de soluções estratégicas de financiamentos e investimentos na Base Científica, Tecnológica e Industrial de Defesa (BCTID).

A iniciativa representa mecanismo financeiro inovador e digital para captação de recursos que viabilizem projetos de crescimento e alavancagem das exportações pela indústria de defesa brasileira, com a atração de potenciais financiadores – notadamente, internacionais – com ganhos para todos os atores envolvidos. A estrutura da Fintech Defesa Mezzo foi concebida a partir do mapeamento real das demandas de recursos, com base nos projetos identificados e investidores interessados em sua execução, sejam esses clientes finais capitalizados, governos ou órgãos de fomento locais e internacionais, visando otimizar a eficiência do investimento e amplificar o potencial de alavancagem.

O evento de lançamento da Defesa Mezzo contou com a presença do Diretor de Financiamentos e Economia de Defesa da SEPROD, Major-Brigadeiro Intendente Marcos Aurélio Pereira Silva, além de outros militares e dos representantes da nova financiadora, o diretor executivo, Calil Buainain, e o sócio-gerente, André Skaf; entre outros integrantes.

Embraer e Air Montenegro anunciam acordo para o Programa Pool

 Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem


*LRCA Defense Consulting - 20/10/2021

A Embraer anunciou hoje no MRO Europe, importante evento de manutenção aeronáutica, que assinou um acordo de longo prazo com a Air Montenegro para o Pool Program com o objetivo de fornecer uma ampla gama de componentes reparáveis à frota de dois jatos E195 da companhia aérea. Atualmente, o Programa Pool atende mais de 50 companhias aéreas em todo o mundo.

A Embraer oferece suporte a companhias aéreas de todo o mundo ao contar com a expertise técnica e uma vasta rede de serviços para componentes. Os resultados são uma significativa economia nos custos de reparo e estoque, redução no espaço necessário para armazenamento e eliminação de recursos necessários para gerenciamento de reparos, garantindo níveis de desempenho.

O portfólio da Embraer Serviços e Suporte oferece uma ampla gama de soluções competitivas projetadas para cada cliente para dar suporte à crescente frota de aeronaves da Embraer em todo o mundo, garantindo a melhor experiência de pós-venda na indústria aeroespacial global.

Postagem em destaque